O Dilema do Foto- Jornalista

Deve um foto- jornalista intervir no local de acção? Que barreira existe entre a consciência de agir e a de documentar? Fotografar uma situação- limite será mais socialmente benéfico do que a tentar resolver? Num universo digital que se concentra crescentemente na “indústria de conteúdos” e que fomenta a normalização do fenómeno do “jornalista- cidadão”: poderá o smartphone “paralisar”? Ajudar ou “partilhar”? Sobre estas questões ler o artigo “Degrees of Detachment: The Journalist´s Role in a Tragedy” de Emma Knight. No Editors Weblog.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: