O despedimento como “inovação”

Uma das caracteristicas conhecidas da época – além da precaridade; dos despedimentos – é a “sublimação” da realidade. A utilização do eufemismo para mascarar factos e acontecimentos. Ou seja: a cobardia. Técnicas desenvolvidas pelo marketing. De sedução. Para “relações públicas”. Tem a “vantagem” de ajudar a nos enganarmos uns aos outros. A particularidade de suavizar a dor. A dor, claro, de sermos criticados. “Banal”. Reparem, contudo, na “sofisticação”. Para não ser mais “erudito” e dizer: a lata. O jornal The Daily, propriedade da News Corporation e concebido unicamente para tablets, anunciou, na terça- feira passada, o despedimento de 50 funcionários. Isto, actualmente – especialmente em jornalismo -, é normal. Como o são as frases seguintes: “Nós acreditamos que um produto e uma organização saudáveis são as que continuam a mudar“; “Estas são mudanças que vão tornar o jornal mais forte editorialmente e que se concentram nos elementos que os consumidores nos demonstraram gostar”,. Isto, segundo o editor chefe Jesse Angelo, como justificação. Eles acreditam.Inovação”. Amen.

Para conferir em artigo, no diário Público, de Marta Portocarrero.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: