Empresas de Crédito Aderem à “Big Data”

Na “era da partilha”: nada se compra. Mas – quase – tudo se vende. O mercado do crédito encontra-se, também, em “revolução”. Várias empresas do sector, algumas em “promiscuidade”, como vem sendo habitual, com gigantes do digital, desenvolvem, mais subtis, técnicas de sedução, venda e manipulação. Através da normalização, social, da, em voga, “Big Data”. Em nome da desvalorização da – agora: anterior – privacidade pessoal. Aproveitando o facto de, na “sociedade do gratuito”, nos termos habituado, mais ou menos acriticamente mas nada desinteressadamente, a deixarmo-nos investigar. No caso presente: dividir. Entre “bons” e “maus” pagadores. “Merecedores” de empréstimos. Através de, opacas, grelhas morais. Pormenores no mais recente artigo de opinião de Evgeny Morozov, autor de “The Net Delusion: How Not To Liberate The World”, intitulado “Mi préstamo para ti, tus datos para mí“. No, sempre atento, El País.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: