Autonomia e o Gadget “Inteligente”

Olhamos para a humanidade, desde as origens, e percebemos que, resumindo, nada mais é que a história de uma libertação. Vontade de luta contra inúmeros estilos de tirania: individual ou colectiva, física ou psicológica, real ou imaginária; uma ancestral, mas sempre actualizada, opressão. Que, contra todas as utopias, vai continuar. Porque, na essência, é a “guerra” – sempre uma nova filosofia – que a faz perdurar.

Muita da tecnologia moderna é, basicamente, pessimista. Não acredita, propriamente, no ser humano. Mas numa espécie de administração – por vezes uma substituição – que não só o ajude e alerte mas, também, que, em várias situações, o corrija. Moralmente – com que interesses? – e na acção – beneficiando quem? -. Concretamente: como proteger a autonomia individual, a capacidade intelectual e de decisão num universo orientado por gadgets “inteligentes”, marketing intrusivo e uma “engenharia social” e política conduzida, cada vez mais, por empresas privadas que, ao mesmo tempo que defendem, publicamente, a “transparência”, primam pela opacidade? Excelente artigo sobre o tema no Wall Street Journal. Intitula-se “Is Smart Making Us Dumb?” e á da autoria de Evgeny Morozov. Autor que ganha influência crescente a nível internacional. O segundo que postamos no espaço de dois dias.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: