O apicultor

Pergunto-me, por vezes, o que levará uma pessoa a desejar ser apicultor. Porque é que alguém escolhe uma profissão que fará com que, provavelmente, seja picado por várias abelhas durante toda a vida. Existem vários no meio de nós: jornalistas, escritores, defensores de direitos humanos, lutadores pelas mais diversas causas. Nada me tira da cabeça que, por trás de qualquer combate, se esconde uma larga dose de masoquismo. Assim como se encontra debaixo do “perfeccionismo”. A verdade é que se sabe, intimamente, que se pode sofrer. Pior: sabe-se que se vai sofrer. Mas continua-se. Como se fosse necessário, continuamente, um shot de tequilha. De qualquer forma é qualquer coisa do domínio de uma semi- consciência. Não se controla: apesar de se saber. Em qualquer corrida para o abismo há sempre, parece-me, um apelo pelo trágico. Como se a vida, no fundo, não passasse de uma representação de uma outra representação. E não existe época mais cinematográfica que a nossa. A fase das grandes estrelas pode ter acabado. Mas o espírito delas, esse, perdura em nós. É isso que faz de nós, hoje em dia, mais “apicultores”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: